quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Luz para Portugal e para o Povo




bougie10-copie-1
Que uma chamazinha se acenda urgente de Luta e Esperança para Portugal e para o Mundo

Se me permites Capitão, A Fascinação, hoje é dedicada ao Homem que amo


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

FIM TOTAL DO DEBOCHE E REVOLUÇÃO POLÍTICA, OU UMA GRANDE TRAGÉDIA PODERÁ FAZER CAIR O PANO DESTA DEMOCRACIA.





O título já  diz quase  tudo, e de facto é um pouco repetitivo, todavia o que já aconteceu na Grécia e está acontecer em Itália, torna pertinente que se volte ao assunto, e, ainda, porque contra o embandeirar em Arco dos que falaram da Primavera Árabe, quando pessoalmente refreava esses pseudo-revolucionários portugueses, e  que perante um certo e actual inverno actual deveriam falar, e explicarem,  porque se enganaram tanto, contudo  passam adiante, em vez de se retirarem, porque embarcam logo no primeiro barco mesmo que seja movido pelos ventos da demagogia, da anti-liberdade e ódio ao homem, sobretudo se for pobre, continuam a lançarem pregões que julgam revolucionários, e, como tal querem que sejam aceites, e ai de quem os contrariar, atacam como os coiotes da PIDE, sem tirar nem pôr, usam todos as mesmas armas – de coiotes raivosos.

Estes pseudo-revolucionários nunca entenderam, como a democracia  chegou, em Portugal, por isso, também nunca compreenderam o real significado daqueles movimentos, quanto ao que poderia ser  reforço de um Islão totalitário, e no que isso pode significar para a nossa civilização com as doenças graves da Igreja Católica, da moralidade e da Governança democrática, enquanto governo justo e equitativo para todo os concidadãos.

Mas perante tantos silêncios, cobardias e vilezas volto, malditamente, a recordar que:

Os Vampiros: capitalistas, cardeais e chefões dos Partidos, levam-nos os olhos, as pernas, os intestinos, o coração e os dedos, e, por isto,  ESTAMOS À BEIRA DO  RETORNO AOS TEMPOS DA IDADE MÉDIA PÓS MODERNA, realidade que, como ARAUTO de FALAR VERDADE, logo maldito,  venho a dizer desde 2008, nomeadamente, no blogue do Expresso,  a comentários a post's do  glorioso  Miguel de Sousa Tavares que dança de acordo com as partituras do momento.

Todavia, as CIGARRAS DOS PARTIDOS e de outros Olimpos VENCEM, até que a palhaçada destrua TUDO, e dê origem à REVOLUÇÃO que espero que não seja a da palhaçada, ou das ditaduras ferozes e sanguinárias, e, infelizmente,  o que é o mais provável, é que aconteça  mais do mesmo, ou pior do mesmo.

Da minha parte digo p_ta que pariu estes me_das que dão cabo de tudo. E este POVO sonâmbulo não os corre, por medo do diferente, da seriedade e da verdade.

O DEBOCHE,  O MEDO,  A MENTIRA E O ELITISMO  PSEUDO-OPERÁRIO/ POPULAR e O BURGUÊS DESTROEM-NOS, COMO POVO, NAÇÃO E PAÍS, depois restarão CINZAS E ESTRUME!

SER LIVRE, PENSAR LIVREMENTE É CRIME NESTA MORIBUNDA DEMOCRACIA, MAS MUITOS DOS QUE HOJE SACRIFICAM OUTROS, PORQUE SÃO CONCIDADÃOS LIVRES, PERDERÃO POR CULPA TAMBÉM DA SUA IGNOMÍNIA, e SERÃO SACRIFICADOS, AMANHÃ, PELOS INIMIGOS DA LIBERDADE, se vencerem a guerra que travam contra o povo, e  ainda, isto,  não o perceberam muitos dos que se dizem revolucionários ( de que REVOLUÇÃO?)! Mas que escuridão pode explicar tal e tanto desvario?

Para os que querem mudar a face deste país de Toupeiras vencedoras com o deboche que nos esmaga - oiçam e bem: 

 Seremos reduzidos a pouco mais que insignificantes seres sem A REVOLUÇÃO POLÍTICA que controle o poder económico-financeiro; limpe o país de governantes, políticos e empresários corruptos e incompetentes que devem ser julgados, condenados e presos, e obrigados a devolverem  ao povo, o que nos ROUBARAM; garanta os serviços adequados de Saúde, Educação e Segurança a todos os cidadãos com a comparticipação de toda a sociedade; crie um projecto de desenvolvimento do país e de despertar da  Europa, através de um novo sistema de GOVERNANÇA que constitucionalize:

         1-a Democracia parlamentar, com nova lei eleitoral que abra o Parlamento a outros cidadãos que não só aos partidos que no seu interesse aprisionaram o país, e nos querem  destruir, e têm falhado, cada vez mais, em termos do que seja a realização de um Projecto de desenvolvimento do país, em liberdade e democracia; e que torne imprescindível a intervenção em todas as tarefas do parlamento, incluindo as intervenções nas sessões plenárias e nas comissões de todos os deputados;

        2- o completamento, e não  só complemento, da democracia parlamentar  com  democracia participativa/directa que se deverá pronunciar em termos vinculativos quanto a dadas matérias, como no âmbito fiscal, e, nomeadamente, na perda da legitimidade dos governos para governarem, quando desrespeitem a Constituição e os programas sufragados, o que, os leva a perderem a capacidade  politica e moral para exercerem funções não só porque estão a desrespeitarem os contratos assumidos, mas também porque perdem a sua base de apoio;


       3- E, como foi proposto num forum de estudo sobre democracia,  a democracia especializada, isto é, o Parlamento e a Nação deveriam de ouvir   os pareceres das Ordens profissionais sobre determinados leis, em que o parecer das ordens fosse de evidente importância.


Se nada for feito no sentido certo, tudo poderá acontecer no pior momento, e, talvez,  (não é uma profecia, é uma previsão) numa deriva ao que é certo, justo, livre, democrático e não violento...

Mas nunca ninguém deve mexer-se um milímetro  por medo, mas simplesmente, somente e sempre  por convicção, e que  seja luminosa e não pavloviana....

COISAS....

andrade da silva





terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Caras cidadãs e cidadãos


Caras cidadãs e cidadãosUm capitão de Abril que tenha vivido sempre à luz dos ideias de Abril nunca dirá que é preciso mais dinheiro para comprar verdadeiras inutilidades, que matam a terra e sacrificam à doença, à fome e à morte milhares dos nossos queridos irmãos africanos, asiáticos e outros.

De um capitão de Abril ouvirão uma dura critica à proliferação de grandes superfícies de consumo que matam o pequeno comércio, mas também um forte apelo para que se invista mais em formação profissional, em melhor escolas, hospitais, segurança na velhice e nas ruas, melhor acesso aos bens culturais e ao desporto, se dê mais atenção ao desenvolvimento dos nossos jovens, se combata a marginalidade e a toxicodependência, se varra o lixo tóxico em violência e programas sem estética ou real valor das Televisões que guiadas pelo lucro fácil produzem subprodutos que só podem influenciar a emergência de comportamentos violentos e destrutivos das pessoas e dos valores, o que, não permitirá o desenvolvimento harmonioso da nossa sociedade.

De um capitão de Abril ouvirão que é urgente regressar a Abril, para aprofundar a democracia, moralizar a política, extirpar dos partidos os quistos da perversidade humana, combater todos os ditadores e corruptos, e entregar o governo do País a uma plêiade de mulheres e homens sábios que nos conduzam com equidade, justiça e em liberdade para o bem comum.

Seria importante que o fizéssemos por nós, mas também para servirmos de alguma luz ao nosso planeta em que reina mais a violência do que o dar as mãos para construir o futuro. Dêmos este novo modo de fazer política ao mundo.

Cidadãs, cidadãos

Se formos coerentes, justos, trabalhadores com mérito, determinados e conscientes podemos conseguir este desidrato, o de transformar este Portugal doente, num Portugal da liberdade, da Fraternidade e da Justiça Social. Temos de trazer através da nossa militância de porta a porta, nos bares, nos transportes, nos empregos, na vizinhança, na família, mais gente, muita mais gente para o nosso campo.

Ninguém nas eleições deve ficar em casa. Todos devemos votar, mas ser muito, muito mais exigentes com os partidos políticos.

É preciso que nós todos e muitos mais, através de um amplo, forte, inevitável e invencível, porque não sai do terreno, movimento de cidadania quebre a arrogância dos ricos, dos poderosos e dos políticos que têm um poder que lhes delegamos, porque a sede do poder, constitucionalmente, reside no Povo, para que todos cumpram os seus deveres profissionais, morais, éticos e sociais para com o país.

O sonho, sonhado em 25 de Abril 74, tem de se tornar realidade, sonho-concreto, e, para isso, temos de ir além das puras acções de resistência, devemos criar organizações fortes para exigirmos um combate eficaz e com resultados contra a corrupção, ou seja, os corruptos têm de ser presos, e não podem ser nomeados para novos cargos públicos, onde, podem continuar com a sua actividade.

Temos de exigir melhor e mais formação profissional para os jovens e para quem trabalha ao longo da carreira, só assim se podem ganhar qualificações e ter acesso a melhores e mais bem remunerados empregos.


Exigir melhor saúde e mais apoio aos idosos.

Exigir melhor escola com professores competentes e motivados, mas também com as escolas mais bem apetrechadas, para melhor puderem transmitir aos nossos jovens e universitários melhores e mais actuais competências.

Temos de exigir como imperativo de solidariedade e de liberdade melhor segurança social, mas também segurança nas ruas, porque não podemos ficar prisioneiros nas nossas casas, para que as ruas fiquem nas mãos dos marginais. A polícia é para estar nas ruas também à noite.

Combater o consumismo louco que mata a terra e torna os pobres mais pobres e os produtores de inutilidades mais ricos. Como é possível que Portugal um dos países com mais dificuldades tenha mais e as maiores superfícies comerciais, com o sacrifício do pequeno comércio, o que, torna desertas as nossas cidades?

É preciso, repito, denunciar a má qualidade das nossas televisões que seguindo a obsessão do que o que importa é ganhar muito, muito, dinheiro apresentam programas de má qualidade que exploram ao máximo a intriga, a violência, a inveja, constituindo-se em verdadeiros produtos tóxicos.


Caras Cidadãs e cidadãos

Por tudo o que já conseguimos vitoriamos o 25 de Abril, por tudo o que ainda falta conseguir que é ainda muito, muitíssimo, em nome daquela aurora da juventude do 25 de Abril de 1974 apelo a todos, mas de um modo particular aos jovens de hoje, para que não deixem morrer a oportunidade que o 25 de Abril abriu de se conseguir viver num país de todos e não de meia dúzia, porque o dos senhores era o Portugal fascista que foi derrubado em 25 de Abril 74 por centenas de soldados e dezenas de jovens sargentos e oficiais, apoiados pelo povo, nomeadamente pelo de Almada e do Pragal que alimentaram e vitoriaram por todas estas ruas a poderosa força da Escola Prática de Artilharia de Vendas Novas, forte na sua força militar, mas sobretudo nas suas convicções.

Por tudo isto e para continuar Abril aqui estamos, certos, de que tudo valeu a pena, e certos de que valerá a pena lutarmos pelo futuro com mais democracia, isto é, justiça, honestidade, melhores empregos, segurança ,escola saúde, desporto e ambiente, por tudo isto:

VIVA O 25 de Abril!
VIVA Almada!
VIVA A GESTA MILITAR Do 25 de Abril!
Viva a juventude Portuguesa!
Vivam os Portugueses!
VIVA PORTUGAL!

domingo, 24 de fevereiro de 2013

HINO à VIDA- Pelo Capitão de Abril, Andrade da Silva

VIVA A VIDA!
Ergo a minha voz, alma e coração,
Contigo, cara amiga e amigo,
E, por entre, Sóis, Luas, Escuridões,
Dores, Alegrias,
Gentes, Plantas, Animais e Minerais,
Damos uns Vivas, do Tamanho do Cosmos:
À VIDA, a toda a espécie de vida;
À amizade, fraterna, rara e preciosa
Que nos conforta;
Ao Nascimento e às mulheres-mães
Que estoicamente nos transportaram nos seus ventres,
Dia e noite, no trabalho e no lazer,
Durante longos tempos e canseiras.
VIVA à mulher-mãe!
Um Viva de reconhecimento, sem fim,
A todos os que produzem tudo, de quanto, necessitamos,
E tantas vezes, quase sempre, os esquecemos.
Um Viva sonante, ébrio de paixão, aos artistas
Que nos dão a conhecer a face do belo.
Um Viva a todas as mulheres e homens
Que amam e servem o seu próximo.
Um Viva que é também um grito de raiva,
Por ti, meu irmão, palestiniano, israelita, angolano,
congolês, brasileiro, que morres, neste momento,
Nesta hora tardia do sofrimento,
Sempre longe da alvorada,
De fome ou de guerra.
Mas que diferença faz morrer de um, ou de outro modo?
Se tu querida irmã, querido irmão tens o direito à vida.
UM VIVA MUITO ESPECIAL A TI, AMIGA E AMIGO,
POR SERES QUEM ÉS
E SERES MINHA AMIGA, MEU AMIGO.
Obrigado!
E, ainda, um Viva à ventura
Para que seja vossa companheira,
Em Todos os dias de 2009 e para todo o sempre.
VIVA À AMIZADE FRATERNA, LIVRE, IGUAL, ETERNA.
AMIGAS, AMIGOS, MUNDO, IRMÃOS
ABRAÇO-VOS!
 



Andrade da Silva


Amigas e Amigos
Desejo-vos o melhor, e que tragam ao círculo da nossa amizade fraterna e sincera mais amigas e amigos, para, entre tantas outras coisas, falarmos da vida, de Portugal e do Mundo, mas sempre, por mais que os corações estejam doridos, cantarmos um hino sereno, apaixonado, lânguido à vida.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Orfeo-Euridice Overture


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

A MINHA INTERVENÇÃO NO COLÓQUIO, NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, SOBRE O CONCEITO ESTRATÉGICO DE DEFESA NACIONAL.






PARA QUE CONSTE.QUEM FAZ O QUE PODE, FAZ O QUE  DEVE...

Tive pouco tempo para intervir, durante o debate, mas de improviso, e mesmo  com o  moderador a querer abreviar   intervenção,  denunciei, na minha opinião, coisas graves como:

 - os cortes nas pensões dizendo que passava a ganhar como um soldado, ( aqui não é bem assim, houve algum exagero,  saíu, mas é quase);

- a falta de  interesse daquelas discussões e do próprio conceito estratégico de defesa que depois ninguém fiscaliza nada, e nem sequer há  dinheiro para executar as medidas  da reserva estratégica, ou seja, o que no  limite dos limites é necessário fazer-se para garantir a independência de Portugal;

- a violação do conceito  estratégico com as privatizações dos transportes aéreos aumentando as fragilidades estratégicas da Madeira e Açores; a  da EDP pondo o controlo da energia em Pequim ou noutro sitio, através de uma simples nuvem informática  etc;; 

-condenei a tentativa da criação  do 4º ramo das Forças Armadas, agora, ao se disse na Comunicação Social de um modo camuflado; 

 - a falta de um órgão  de controlo do cumprimento do conceito;

- a má elaboração  do documento, conforme a comunicação social,  com uma parte horrorosa ( sic) que vão executar e uma parte utópica para inglês ver. Na parte da manhã, abordaram esta questão, vi depois na gravação, que consideravam isso a grande estratégia e seria, assim, uma nuvem;

- referi que não valia a pena falar de  avaliação do mérito sem definir carreiras com várias progressões, sugiro 6:  super-veloz; normal; progressão horizontal; paragem por falta de competência; despedimento por justa causa, em caso de negligência; saída acompanhada por motivos de saúde;

- disse  ao Sr.  Nogueira Pinto que os militares não são bonecos  transformer( ele defende tropas especiais multi -usos, multifunções e multi-operacionalidade), e  acrescentei que não pode haver 2 exércitos: os operacionais e os varredores de casernas; 

- que não faz sentido haver duas policias, e que  faltou coragem aogrupo e trabalho para proporem  a junção da GNR à PSP; 

- que as policias não podem estar armadas com material de guerra  a pretexto do combate ao terrorismo, este equipamento tem de ser exclusivo das Forças armadas, e que no que for preciso deste material para combater o terrorismo essa parte deve ser confiada às Forças armadas;

- sugeria  a não fazerem reestruturações só no gabinete do Ministro, mas a irem até aos quartéis, e fazerem participar oficiais, sargentos e praças;

- informei que em estudo nacional feito pelo Centro de Psicologia Aplicada do Exército, por volta do ano 2000, a 4000 jovens de ambos os sexos,  a frequentarem entre o 9º e o 12º anos, com resultados posteriormente replicados pelos inquéritos do dia da defesa Nacional,  cerca de 30% dos jovens aceitavam serem voluntários  para a vida Militar, os restante  não; e 23% consideravam como acção mais importante as missões de paz;

- afirmei que sem soldados não há exército, e que agora quando um regimento manda um batalhão para fora fica desfalcado, quase sem ninguém;

- afirmei que no exército  fizeram-se  reestruturações que até deviam ser avaliadas;

- aludi que,contrariamente, ao que a sociedade civil possa pensar não temos um pensamento cinzento e único,há pensamento divergente;

Finalmente,  e como comecei saudei a democracia que ajudei a fundar há 39 anos, dizendo que tinha ficado do outro lado do rio,no Cristo- Rei,e que 39 anos depois falava na casa da democracia  sabendo, e  afirmei-o sem rodeios, que alguns não gostavam nada de me ouvir,  o que, é por demais evidente e visível, mas isso era a democracia, e  que dentro dela exercerei os meus direitos

A reacção mais generalizada foi a indiferença - nem estive lá, nem sequer existo, mas eles ouviram a minha voz,e,isso, incomoda-os muito, muitíssimo, (porque não te calas?) mas alguns manifestaram o seu apoio.

Todavia pergunto o que não é VERDADE; JUSTO;  ADEQUADO E IMPERATIVO SER DITO, e que no meu discurso disse?

Mas se este discurso está errado, qual o certo para as dezenas de generais e coronéis presentes?

Para que conste estive lá, disse isto e muitos estiveram  lá, como  a gravação video prova, todavia  a maioria ficou indiferente, porque será?

A mim não me ofenderam, são muito pequenos para isso, registo o apoio dos que mo deram.

Por Portugal e pelos Portugueses cumpri Esta tarefa  ao serviço do PPPP, PARTIDO POR PORTUGAL E OS PORTUGUESES, como hoje me recordou um camarada dos tempos de 1974/75 em Vendas Novas, e que também veio na coluna que marchou sobre Lisboa ,em 25 de Abril 74, e testemunhou as asneiras  propositadas do capitão pró -fascista que veio a comandar, por oportunismo,  a companhia de artilharia de Vendas Novas.

andrade da silva


PS: vou enviar este resumo à comissão de defesa Nacional,como referi a um dos deputados daquela.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Em defesa de um Portugal soberano e desenvolvido.


Vi a lista de subscritores deste movimento e olhei para o ESTADO a que o Estado de Abril chegou. Vi que entre todos aqueles um só se assumia como capitão de Abril, o Almirante Martins Guerreiro, vi mais alguns meus camaradas militares,poucos, e disse.De facto como hoje dizia alguém na TVI 24, referindo Salgueiro Maia ao estado que este pobre país chegou, quando, ao que parece, querem levantar um projecto que parece unitário, e que se o for está se acordo com que pessoalmente defendo no blogue Liberdade e Cidadania, ninguém se preocupe minimamente em nos encontrar ou em se darem como vos conhecer a ver se nos encontramos, nada disto teria algo de extraordinário se não encontrassem outros tão facilmente como professores, arquitectos, autarcas etc etc: O ESTADO A QUE CHEGAMOS mas Portugal precisará e um novo Projecto Político Militar, com nova liderança Nacional como a realidade do médio prazo vai revelar e tornar até uma necessidade aguda.
Dentro de 4 dias realiza-se a Conferência Nacional
A participação de todos é fundamental!
Participe!
Divulgue!
Andrade da Silva 

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O MUNDO DOS ABANDONADOS




Um mundo bem pior que o que faz fronteira com as ruas por onde ando, existe, embora, por aqui, ao lado de lojas que vendem camisolas a 200€ e garrafas de vinho do Porto a 520€, como hoje vi nesta Lisboa,na rua Augusta, haja homens a procurar pão nos caixotes do lixo.


Quase a pedir-lhes desculpa dou-lhes uma moeda.


andrade da silva

domingo, 17 de fevereiro de 2013

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

OLHAR VIVO E OLHOS MATADOS, ESCURECIDOS.




A História, como diz Eduardo Lourenço, é sempre Crueldade ou Tragédia, e, por vezes, as duas coisas, em simultâneo – o caso das Guerras, logo...”


Gente que queira ser avisada valerá mais   do que, os que fazem de conta,  ou têm a verdade absoluta: revolucionária ou outra.

Todavia,  o comportamento revolucionário em Portugal está,  estava,  adormecido desde 1830, reviveu  um pouco no 25 de Abril 74, sobretudo no chamado PREC, que  levou um GOLPE MUITO FORTE E GRAVE NO 25 de Novembro 75 , e parece que já ninguém sabe o que aconteceu, e como.

Mas seria bom conhecer, pelo menos, alguns auto -convencidos seriam menos arrogantes, porque tiveram MUITO, MUITO MEDO: DESERTARAM -  entre REVOLUÇÃO E CASA, escolheram o remanso de casa, e perdeu-se por muito tempo  (quanto?) a oportunidade de mudar o DNA deste podre sistema, que recuperou,  de algum modo, a alma, ou no mínimo o gesto autoritário e autista do tirano SALAZAR e dos seus acólitos: Henrique Tenreiro, Rapazote, Albino dos Reis etc. Bastaria lembrar a caça à multa dos isqueiros, com a caça, hoje, decretada à ausência de facturas das compras, para verificar a  flagrante similitude.

 E também  há outra gente que muito engana. Conheci  nos idos de 76 um bêbado, um ser rasteiro, miserável ,na prisão da Trafaria que depois de sair daquele lugar de suplício para os inocentes  foi falar ao povo da Revolução, e tem, ou tinha, um blogue com a mesma (des)virtude, ( no caso dele). Tal desgraçado que devia cobrir a sua cara de vergonha para toda a vida, anda por aí feito revolucionário, quando é o seu negativo.

Uma Revolução é uma coisa muito séria, cruenta e de resultados não pré-definidos, como foram os casos: Revolução Francesa; Lutas Liberais em Portugal no século XIX, Revolução Industrial, guerra civil de Espanha, e hoje na Tunísia; Egipto, Síria, e, sempre, a REVOLUÇÃO SÓ PODE SER FEITA PELA JUVENTUDE, os mais velhos são meros apoios, ouvidores e esclarecedores,  e os fiéis depositários da experiência histórica,  o que, já é muito...

Do pensamento à acção, da declamação à realização, da exaltação ao sacrifício  do sonho à realidade, do desejo às condições objectivas e subjectivas, da enumeração à inscrição, vão grandes distâncias que se medem por VITÓRIA GLORIOSA/ DERROTA HONRADA,  OU DERROTA  VERGONHOSA; ou dito de outro modo - VIDA OU MORTE COM LUMINOSIDADE,  ou VIDA OU MORTE ESCURECIDAS.

É preciso ter  consciência e auto-consciência muito claras sobre as escolhas e o tempo irreversível da  DECISÃO, doutro modo,  plantam-se no Cosmos os cemitérios  dos sacrifícios humanos inúteis.

Todavia, o alerta secular, milenário, vindo do fundo, mais fundo dos tempos, refere que acontecimentos singulares ou colectivos pouco previsíveis, mesmo, por vezes menores,  e mesmo irracionais e de rara violência alteram o curso da História dos povos.

andrade da silva




VENCIMENTO OU NOTA DE DÉBITO DE UM POLITRAUMATIZADO NUM HOSPITAL PRIVADO DE 5 ESTRELAS DE NEW-YORK?






Caixa Geral de Aposentações



                               Pagamento de 2013-02  

 Valor  PAGAMENTOS

PENSÃO DE REFORMA
a)
DUODÉCIMO DE SUBSÍDIO DE NATAL
a)
RETROATIVO DUODÉCIMO S. NATAL
a)



DEDUÇÔES/IMPOSTOS/DESCONTOS

IASFA-ADM  1,5%  + IASFA-ADM-SUBSÍDIO DE NATAL 1,5% +IASFA-ADM-SUBSÍDIO DE NAT.-M.A. 1,5%
IRS-CONTINENTE a 32,5%
IRS-SOBRETAXA
IRS-SOBRETAXA-M.A.
IRS-CONTINENTE-S. NATAL  a 32,5%
IRS-CONTINENTE-S. NATAL-M.A.  a 32,5%
IRS-SOBRETAXA-S. NATAL
IRS-SOBRETAXA-S. NATAL-M.A.
IRS-ACERTO-M.A.  a 32,5%
CONTR. EXT. SOLIDARIEDADE a  cerca de 9%
CONTR. EXT. SOLIDARIEDADE-M.A.
CONTR. EXT. SOLID.-S. NATAL
CONTR. EXT. SOLID.-S. NATAL-M.A.

MA - retroactivos

Foram aplicadas as novas tabelas de retenção de IRS, com efeitos a janeiro.

Os valores supra descritos decorrem, na parte aplicável à pensão de V. Exa., das medidas introduzidas pela Lei do Orçamento do Estado para 2013, com efeitos a janeiro.

-----------------------------------------------------------

                        FACE A ESTA CALAMIDADE DE CONFISCO E DE PURA TIRANIA FISCAL, a que sucederá, inevitavelmente, a TIRANIA POLÍTICA e SOCIAL, SOLICITO:

Que  nos respondam, por favor e imperativo ético e do serviço público, o bom governo da Nação, o sr. Presidente da República,  os  Deputados, o sr.Provedor de Justiça, os Partidos, aTroika, o FMI, O Presidente da Comisão Europeia a sra. Merkel e quem votou neste desgoverno à pergunta que formulo, que talvez seja  mesma que faz a parte  afectada dos cidadãos.

Como resultado daquelas parcelas cortaram no grupo de IRS a que pertenço  57,5%  no rendimento buto, a que correponde uma perdano rendimento iliquido de 30%, em relação a 2012, ficando muito abaixo neste mês de Fevereiro do rendimento de 2004.

andrade da silva

                                            BEM VINDO!    

Ambrósio Vaz, traga mais cinco.  

COISAS!.... SÂO COISAS!.......

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

A TIRANIA DO CONFISCO.



Os portugueses honrados e dignos, que depois de décadas de trabalho e desconto estão, agora,  na Caixa Geral de Aposentações, e que fazem parte da chamada classe média, isto é,  ganham acima de 1300 ou 1500 euros, em Fevereiro vão perder 30%, ou mais do seu rendimento, já mesmo com os doudécimos, sem estes a sangria seria muito pior, e isto, porque também o governo não efectivou em Janeiro o que devia. 

Estamos a ser penalizados por um acto tirano, mas também de incompetência, sem sabermos como será em  Março, Abril etc....

E AGORA ?

Quem colocou este governo no poder, derrubando o outro sem ter nenhuma solução melhor, como atempadamente referi, e quem votou nesta gente e neste presidente da república lava as mãos, nada tem a ver com isto?

Esta é uma triste e desagradável notícia que ensombra este dia de namorados, e no dia 20, 21 muitos dos trabalhadores do estado  vão ficar arrepiados perante o boletim  de vencimento.

andrade da silva



                            BEM VINDOS BELOS E MALDITOS!

Tragam mais cinco





DIA DE NAMORADOS



Beijos mil, enamorados.

andrade da silva

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

AOS QUE TÊM CORAGEM E DIGNIDADE.





Dedico esta peça, extraordinária e imortal, a todos os que têm coragem de abandonar o poder,  como Bento XVI,( lamento a propaganda que se segue); aos pequenos lojistas portugueses e outros que têm a coragem de continuarem a lutar e a viver em tempos de cólera e aos nossos muito queridos irmãos Sírios que perante a incapacidade e indiferença da ONU e do Mundo são massacrados. 



Que a beleza,a arte e o amor nos salvem.


 Abraço-vos com AMOR!

andrade da silva


PS: Que os nossos (des)líderes do governo, da presidência da república, dos partidos e da Assembleia da República, o Sr. Carlos Brito, e outros tais, porque não inovaram, são velhos, pela sua mentalidade de há 600 anos, resignem, como o sucessor do papa Gregório do sec. XV

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Súplica a Portugal





Súplica a Portugal


Portugal vem-me buscar
Meu país meu bem, meu deus
Estende teus braços de mar
Leva-me a navegar
De vota aos caminhos teus.

Portugal vem à procura
De tua filha distante
Vê que me afundo em ternura
E de toda esta lonjura
Não há quem me desencante.

Portugal olha por mim
Estou pr’além dos Pirenéus
Minha dor não chega ao fim
E se pra tão longe vim
Foi por desdita dos meus.

Portugal, vem-me buscar
Meu país e meu amor
Olha meus braços abertos
onde só cabem desertos
Cheinhos da minha dor

Marília Gonçalves.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

VIVA A DIÁSPORA PORTUGUESA DE SEMPRE!





REGINA PACINI uma portuguesa de prodígio que começou a cantar aos 5 anos, estreou-se no teatro S. Carlos aos 17 anos,em 1899 o povo e Buenos Aires, Argentina, rendeu-se ao seu talento, e em 1907 casa-se com o presidente da Argentina: uma grande portuguesa emigrada. 

Um grande abraço à Diáspora Portuguesa. 

Amamo-vos!

andrade da silva


                                            BEM VINDO

Amigo A JPM traga mais cinco amigos.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

por Andrade da Silva: PORTUGAL MORRE, ponto: EIS QUE ELAS E ELES PARTEM DILACERADOS.




por Andrade da Silva


As portuguesas, os portugueses, os jovens AMAM PORTUGAL, e saem desta nossa terra, com o coração partido, com rios de lágrimas nos olhos, choram por Portugal nessas longes terras, todos o sabemos, mas este GOVERNO, ESTES BANQUEIROS e ESTA ALEMANHA estão a escorraçar os portugueses de PORTUGAL ao mesmo ritmo que o tirano SALAZAR.

 O salazarismo/ marcelismo acabou no glorioso 25 de Abril 74, em que participei de armas na mão, corremos riscos, por isto, vos questiono: aos que assentastes os rabos nas cadeiras dos cafés ou dos computadores quando termina este horror para os jovens portugueses e para todo nós?

Levantai os rabos das cadeiras e gritai das janelas das vossas casas, nas ruas, nas escolas, nas igrejas, nos cemitérios, nos hospitais, na terra, no mar e no ar, no Cosmos:

 BASTA! BASTA!

É PRECISO QUE ESTE GOVERNO VÁ EMBORA. DAQUI A DOIS ANOS PORTUGAL JÁ NÃO SERÁ PORTUGAL PARA CENTENAS DE MILHARES DE PORTUGUESES.

É URGENTE MANDAR ESTE GOVERNO EMBORA  -

PARA SALVAR PORTUGAL!








No Coliseu - Venham.Mais.Cinco -José Afonso


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

A VÓS.

FAZER PEDIDOS É UM DIREITO ASSERTIVO E A POLÍTICA ERRADA DO FACEBOOK.




A politica dos pedidos de amizade do facebook é um erro de uma dimensão CÓSMICA: a coisa MAIOR que há no Mundo é a amizade.
Um direito UNIVERSAL ASSERTIVO, reconhecido pela disciplina cientifica  da psicologia  é o de fazer pedidos bem formulados, e o igual direito de se dizer não, sem sequer o interpelado ter de se justificar.

Nesta consonância psicológica e de harmonia universal não faz nenhum sentido que o facebook tenha uma politica contrária à propagação desta harmonia universal, é um acto completamente falho de sabedoria e contrário às conquistas civilizacionais.

Mas que sentido faria o facebook se fosse uma mera extensão das agendas de telefone de cada um?  Por ser tão estúpida tal asserção,ou sequer se pensar que a grandeza do facebook, reside nisso, passo  adiante, porque a evidência de que assim não é, é tão esmagadora e imensa que é uma pura inutilidade querer tapar o sol com  a peneira.

Algo de muito diferente e superiormente inteligente, sábio e civilizacional é a administração do facebook defender-nos  dos que usarem este meio para comportamentos censuráveis, que devem ser perseguidos com todo o rigor, desde logo pelos utilizadores retirando- lhes a amizade.

Não sei como se pode contactar com a administração desta plataforma, mas em nome do que há de maior no Mundo  - a amizade Universal, não posso aceitar, como cidadão do Mundo e psicólogo que, de acordo com as conquistas civilizacionais e das ciências humanas, alguém possa ser penalizado, onde quer que seja,  por fazer um pedido LEGÍTIMO de AMIZADE, E QUE É UM SEU DIREITO ASSERTIVO, e também fico perplexo com a passividade, como muitos parecem aceitar esta ilegítima limitação nos seus direitos: assertivo e de realização pessoal.

A segurança é um bem e um direito fundamental, mas que não pode anular outros direitos que até a precedem, e  que a segurança pura e simplesmente os deve proteger e nunca anular.

Oh gentes, então!....

andrade da silva


                                           BEM VINDO!

Caro Amigo Silva, traga mais cinco amigos.


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

ABRIL E BLASFÉMIA



Andrade da Silva - "Abril e a Blasfémia"

Este artigo insere-se no projecto de colaboração de Amigos e Amigas da AOFA e o seu conteúdo é da exclusiva responsabilidade do Autor.

http://www.aofa.pt/artigos/Andrade_da_Silva_Abril_e_a_Blasfemia.pdf"

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Companheiro de Abril


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

PENSANDO EM TI - QUE SOFRES.



Pensando em ti que tens dores, desesperança,cancro... - O NOVO DIA NASCE, SEMPRE!

andrade da silva

Fausto - O Barco vai de saída



UMA OBRA PRIMA- SOBERBA.

BEM-VINDO CARO VIAJANTE  GONÇALVES A ESTA AVENTURA E VIAGENS PELO COSMOS. TRAGA MAIS CINCO AMIGOS



Presidente da EPUL desconhece 'verdadeiras razões' da extinção - Sociedade - Sol

                                   NOTA:

UMA PONTA DO MODELO DE GESTÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA, DE ANTÓNIO COSTA,  QUE CONHEÇO HÁ ALGUM TEMPO, MAS DE QUE NÃO FALEI, POR SER AMIGO DO MEU CAMARADA, GRANDE E NOBRE MILITAR,GENERAL LUÍS SEQUEIRA, QUE COMO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONCERTOU A EPUL, MAS EM VÃO... 

LEIAM E TIREM AS VOSSAS CONCLUSÕES...

andrade da silva
  
Presidente da EPUL desconhece 'verdadeiras razões' da extinção - Sociedade - Sol

sábado, 2 de fevereiro de 2013

O ÓDIO NASCE NO CIMO - VERDADE NUA E PURA.


Os morcegos,
símbolo repelente,
aparecem,
desaparecem,
mal os vemos,
mas existem.
também as sanguessugas,
fascistas sociais,
não se dão a conhecer,
por cartão de visita,
pudera!
mas existem.
o elitismo
parece adormecido,
mas salta,
a cada de grau
da hierarquia social.
o ódio pensava-se morto,
mas está vivo:
londres, hoje,
paris, ontem,
o mundo, todos os dias.
e ainda:
o ódio à verdade,
o ódio à transparência,
o ódio à divergência
existem,
ferem,
matam,
escravizam.
o ódio
tem uma hierarquia vertical,
é do tipo,
top-down,
de cima
para baixo.
no cimo nasce,
mas,
descendo,
esmagando,
provoca a reacção
violenta,
de baixo, para cima.
o ódio
do pequeno,
ao grande
é
reactivo.
o ódio
do grande
contra o pequeno,
é a fonte,
a mãe,
de todos
os ódios.
quem
não o vê,
quem
não o sabe,
ou está no
cimo,
ou é
eunuco
do cimo.
......
oh maldita voz!
oh insano mundo!...
Porquê?
mas ... como....
se as verdades
existem,
e devem
ser ditas,
conhecidas.
coisas....
madeira 10 agosto 2011

Andrade da Silva

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

MEMORIAL ÀS VITIMAS DA CONTRA-REFORMA AGRÁRIA-pelo Capitão de Abril João Andrade da Silva




 Foi-me sugerido, por Marília Gonçalves,em boa hora e com toda a oportunidade  que iniciasse um movimento  no sentido  de que a memória de Caravela e Casquinha ,mortos na aplicação da lei da contra - Reforma Agrária,de António Barreto, em 1979, no Escoural fossem   preservadas pelo seu POVO o do Escoural/ Montemor e Alentejo.


 Da minha parte FAÇO O QUE POSSO, desde há muitos anos,   por amizade para com eles, mas sobretudo para com  os pais de ambos e a mulher de um, mas  nunca me substituirei ao POVO DO ESCOURAL/ MONTEMOR E ALENTEJO, a eles cabe fazerem  o que for certo, que é o que faço, não para apaziguamento da minha alma, vi morrer soldados em África e também muito os estimava. À frente dos meus sentimentos ESTÁ O QUE DEVE SER FEITO  ÀS SUAS FAMÍLIAS E AO SEU POVO.

Todavia quem faz o que pode faz o que deve,  e, deste ponto de vista,   estou muito tranquilo, faço o que me parece certo.

 De qualquer modo vivo em Lisboa, não tenho nenhum contacto directo ou indirecto com a Câmara de Montemor-o-Novo  desde há alguns anos, seja como for, já pedi a alguns amigos da zona de Montemor para se movimentarem.

Julgo que um memorial às vitimas da contra -reforma agrária de António Barreto faz todo o sentido, contudo penso que politicamente isso tem sido evitado por ser  considerado uma grande derrota do 25 de Abril.

  OS MORTOS DO ESCOURAL E AS CENTENAS DE ALENTEJANAS/OS AGREDIDOS NESSES ANOS, EM QUE O ALENTEJO ESTEVE A FERRO E  FOGO, OCUPADO MILITARMENTE PELA GNR COM MATERIAL LIGEIRO E PESADO, CÃES E POLÍCIA MONTDA A CAVALO, MERECE UM MEMORIAL, MAS DEVE SER O POVO DO ESCOURAL E DE MOMTEMOR  a SOLICITÁ-LO À CÂMARA.

Sou um dos subscritores desse pedido.

QUE O POVO DO ESCOURAL E MONTEMOR -O- NOVO FAÇAM O QUE ACHAREM CERTO. AQUI FICA O GRITO!


andrade da silva,à altura destes factos preso na Trafaria depois da minha participação  na Reforma Agrária, como delegado eleito do MFA. Hoje  fui cumprimentado por um cidadão anónimo que me reconheceu aqui, por Lisboa, como a capitão  que, então, fez o eu melhor que sabia e podia pelo Povo trabalhador, sem nunca agredir um latifundiário ou outrem qualquer.

PARTILHEM!... PARTILHEM!.... DÊEM VOZ A UM CORPO E ALMA EXECUTADO AOS 17 ANOS.  NÃO FIQUEM INDIFERENTES... AMANHÃ PODE SER DEMASIADO TARDE.  FAÇAMOS SEMPRE O QUE FOR CERTO.

Funeral de Caravela e Casquinha
João Andrade da Silva