quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

RECORDANDO OS QUE PARTIRAM.




Lembrando Etiano Branco e outros amigos que partiram tão cedo desta vida: os capitães de Abril Miranda e Amílcar, e, esses outros capitães da luta pelo pão Caravela e Casquinha do Escoural , e, ainda, esses grandes amigos e HOMENS  DE GRANDE ESTIRPE E BONDADE General Carlos Fabião e General Vasco Gonçalves....

 Boa e eterna audição amigos de sempre.

Abraço eterno

andrade da silva

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

QUEM PODE PRONUNCIAR A PALAVRA CERTA?



Quem, sendo comandante das acções militares do 25 de Novembro 1975 que resultou em vários mortes entre o militares dos comandos e da Polícia do Exército,  ou das acções de ocupação militar do Alentejo,em 1979, com as mortes de Caravela e Casquinha, pode dizer com verdade e moral,o mesmo que Lincoln disse à mãe que perdeu  cinco filhos na guerra civil americana.

Escrevia Lincoln àquela mãe:

" Eu sei quão inútil ou infrutífera pode parecer qualquer palavra minha, tentando desviá-la, aparentemente, do seu sofrimento provocado por uma perda tão grande, mas não posso deixar de oferecer o consolo que pode ser encontrado nas graças da República, porque eles morreram para salvar"

QUEM?

Ou quem pode, hoje, falar à Nação das graças da República, quando o empobrecimento, a fome e o desemprego são tamanhos;  mas também quanto ao abandono de crianças que são  assassinadas por pais referenciados como incapazes de exercerem essa função, sendo uma URGÊNCIA retirar-lhes os filhos, mas estes, antes disso, são assassinados pelos seus progenitores, ou mortos por cães perigosos, para o qual uma idiota de uma menina pede toda atenção, sem referir uma palavra de dor pelo bebé morto, atenção que tem eco na gente de bem do grande burgo; ou ainda às famílias com acidentados ou mortos em acidentes rodoviários, em que há falta  grave de cumprimento de regras essenciais no transporte de passageiros em autocarros, como seja: a inexistência ou não  colocação  dos cintos de segurança, os pisos em mau estado e pouco sinalizado etc,etc.  Sim, quem com moralidade pode falar a milhões de portugueses das GRAÇAS DESTA REPÚBLICA, se o que mais vemos, são mesmo DESGRAÇAS, sem nunca deixarmos de adorar a beleza da vida e de Portugal?

andrade da silva

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

LÁGRIMAS DE NOVEMBRO.


No dia da Morte do Comandante do ataque  ao Regimento de Lanceiros de Lisboa, em 25 de Novembro 75.

Sem rancor, nem odeio, mas com sentimento caem-me lágrimas, choro:

Pelos soldados  mortos dos Comandos e da Policia do Exército no ataque que os comandos de Jaime Neves desencadearam ao regimento de Lanceiros,  depois do Comandante da Unidade, major Campos de Andrada ter comunicado ao  general Vasco Lourenço que a unidade estava às ordens do Presidente da República, logo dentro do canal de Comando, então,  porque morreram estes filhos fardados do Povo,e o que se comemora no 25 de Novembro?

Choro as mortes de Caravela e Casquinha,  em 1979,  no Escoural, para a aplicação brutal da lei contra a economia e os interesses do País  de António Barreto e as mortes de outras vitimas destas convulsões.

Choro as mortes  prematuras dos meus camaradas capitão Miranda e capitão Amílcar, em quem as consequências o 25 de Novembro  75  muito se fizeram  sentir, sobretudo, no Miranda, mas também no Amílcar Rodrigues que  a mim se queixou das provocações a que foi sujeito no quartel.

Choro pelos que morreram  sem nenhuma culpa formada, e não a morte dos que deviam ter evitado estas tragédias, que representam para os próprios e as suas famílias 100% de baixas, como muito bem dizia o general americano da II guerra - Douglas Macarthur.

CHOREMOS O SANGUE VERTIDO PELO POVO E PELOS SEUS FILHOS.

UMA LÁGRIMA, serenamente...

andrade da silca

Aldina Duarte, Ai Meu Amor Se Bastasse,Casa do Fado Sr.Vinho

domingo, 27 de janeiro de 2013

AUTO- DEFINIÇÃO



O MEU PAÍS: PORTUGAL/MADEIRA ,O MUNDO, O COSMOS.


O MEU POVO:  OS PLEBEUS PORTUGUESES/ OS MADEIRENSES, TODOS OS PLEBEUS DO MUNDO DE TODAS AS RELIGIÕES, CORES,  PARTIDOS E GALÁXIAS.


A MINHA DIVISA: DEMOCRACIA COM DEMOCRACIA; DEFESA DA DIGNIDADE HUMANA E DE TODAS AS ESPÉCIES ANIMAIS E  VEGETAIS; DESENVOLVIMENTO SUSTENTADO COM JUSTIÇA, MÉRITO, TRABALHO ( MUITO)  E AMOR.


MAS NO CENTRO, BEM NO CENTRO, DO CORAÇÃO E DA ALMA:  PORTUGAL E OS PORTUGUESES: OS DE CÁ E OS DA DIÁSPORA.

abraços e beijos, segundo os costumes

andrade da silva

sábado, 26 de janeiro de 2013

CONVERSA DA TRETA.




Contra a conversa da treta que enche os ouvidos  de que agora é que há a dissolução dos princípios,  e que tudo começou com Sócrates.

Oh estupidez secular!...  Em Portugal, o Crime  da estupidez e do medo começou há 200 anos com a inquisição e continuou com o fascismo e está actual, porque não somos capazes de nos descondicionarmos e matarmos as ideias cancerosas de sempre.

 Não somos capazes de ser livres, criativos, não temos imaginação, nem coragem: SOMOS REBANHOS, ponto.

É preciso perceber que quase tudo o que existe tem de ser destruído, porque assenta em mentiras, mistificações.

Portugal e o Mundo só se SALVAM após uma destruição criativa da idiotia repetitiva dos que estão sempre a dizer as me_rdas que convêm, o mal não se chama Sócrates ou Pedro Passos Coelho, o MAL CHAMA-SE - INCAPACIDADE TOTAL DE SE CRIAR UMA ALTERNATIVA POLITICA QUE MOTIVE E MOBILIZE cerca de 50% dos portugueses que mandam tudo isto à fava - abstendo-se etc. etc., numa palavra os 295 mil militantes dos partidos só trabalham para as máquinas partidárias e para ganharem territórios de poder. Trabalhem sim, para Portugal, dialoguem com os portugueses, dêem voz à sua criatividade, não imponham de cima para baixo.

O Povo, os militantes dos paridos, têm de construir de debaixo para cima, mas isto é diferente do que alguns partidos fazem que condicionam  o pensamento dos seus militantes, que depois se julgam livres, quando restituem   a opinião das direcções dos respectivos partidos... pudera!... lá está o condicionamento pavloviano a funcionar, quando não mesmo sublimar.

Sem uma REVOLUÇÃO PELA LIBERDADE, A CRIATIVIDADE,  A VERDADE bem podemos tirar os cavalos da chuva, mas isto não MUDA!


andrade da silva

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

SEXTA-FEIRA SINFONICA



BOA- NOITE Com a música que Lisboa ouve, ao vivo, na Gulbenkian ( 12/11/25)

SE....


       " lembrando a morte de Etiano branco"

Se, eventualmente a luz da vida se apagar,  para mim, não fiz, nunca, biografia alguma. Contei estórias de uma vida, assim, assim; um pouco normal, um pouco louca; com um pouco de desassossego; julgo que  com muita independência  face aos poderes e aos poderosos, e, com isto, sofri, sofro chatices  sem jeito nenhum; encontrei e vou encontrar, ainda, dúzias de parvos, idiotas e fanáticos: gentes de seitas e máfias, e,  com toda a luminosidade,  o prazer supremo de conviver com meia dúzias de gente porreira e também de animais queridos- gatos, cães e cabritos.


Foi, (é) ,porreiro ser pai, amante, militar de Abril, madeirense, português, plebeu e não ter medo das várias cambadas que me enojam, dão-me vómitos, mas admirei os generosos e os sábios. 



Pelos pseudo-intelectuais, os poderosos do assassínio das liberdades, das gentes e dos povos, os carcereiros, os vendidos, cultivei (o), mantive e mantenho o maior desprezo, que eles conhecem, e sempre desvalorizaram - olha lá o zé ninguém! 



 Porreiro foi, e é, ser desconhecido das gentes corruptas, apesar de ser muito complicado, e não ser pêra doce, pois  essa gente  é dona de tudo: terras, empresas, capital e das almas, sobretudo destas, logo, para quem, como eu, não tem nenhuma vocação para mártir,  santo ou herói, tudo isto é, mesmo um cálice cheio de gotas de maldição, que tem de ser tomado até à última gota.



A minha vocação,  inscrita na estrela do meu polegar direito ( o que dirá quem sabe destas coisas?) foi e é, SIMPLESMENTE VIVER: amar, saber, passear, beber um copo de tinto, com um bom  cozido à portuguesa, na companhia da bela gente do povo português,  ter acesso a direitos sociais, humanos e políticos inquestionáveis,  e lutar por iguais direitos para todos os outros, meus concidadãos. Muitas das restantes coisas, para mim, são linearmente me_das, sobretudo, a riqueza faustosa,  a burocracia e o comportamento cínico do politica, ou social, ou religiosamente correcto.



No fundo, como não podia deixar de ser, sou  um entre os muitos biliões de concidadãos anónimos do Mundo.


Muito simples. Simplesmente.

andrade da silva

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

NESTES TEMPOS: PARVOS QUE SOMOS!!


quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

SOS - PORTUGAL



SOS - PORTUGAL

 
 Nós -os ratos - deste laboratório -Portugal, propriedade do FMI e da UE,  com este governo e  o seu ministro das finanças, Victor Gaspar,íamos morrer chamuscados já, a coisa - o banquete destes vampiros - foi adiado, mas o perigo mantém-se, e se nada de muito diferente fizermos - MORREREMOS.


A coisa é bem mais complicada há a divida pública; e empresarial e bancária; a privada e a odiosa, esta, a que os credores também impingiram a governos submissos,  e ao dinheiro que os corruptos  têm, que são muitos milhares de milhões de euros, bem para cima de 200 mil milhões,e  estas contas têm de ser todas feitas, se não MUITOS MORRERÃO DE DESEMPREGO, FOME E DOENÇA... logo....

 Andrade da Silva
 

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

domingo, 20 de janeiro de 2013

O CADÁVER QUE O ESPELHO NÃO REFLECTE.




2013-01-19 - Andrade da Silva - "O Cadáver que o espelho não reflecte"

Este artigo insere-se no projecto de colaboração de Amigos e Amigas da AOFA e o seu conteúdo é da exclusiva responsabilidade do Autor.

http://www.aofa.pt/artigos/Andrade_da_Silva_O_Cadaver_que_o_Espelho_nao_reflecte.pdf"





sábado, 19 de janeiro de 2013

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Perguntas Pertinentes e Resposta (im)pertinente.




Mas mais importante que a resposta do sr. primeiro-ministro seria a de Portugal, dos Portugueses, e, qual é, agora, que até  o OGE de 2013 é pior que o de 2012 ?

Onde pára a legitimidade deste governo?

Ute Lemper - Embrasse-Moi



Para vós.
Uma voz que  faz parte do cartaz musical da Gulbenkian.

UM DEPOIMENTO COM VIDA, EM DISCURSO DIRECTO.






A nossa má sina começou lá bem atrás. Escusam de dizer que foi só com o PS, começou com Cavaco.

Era um ver se te avias, aqui, no Alentejo, que é o que conheço mais de perto, chegaram vagões de dinheiro da UE, para quê? E para quem?

Para arrancar vinhas, depois para arrancar oliveiras, depois para plantar linho.

Agora, imaginem só, vi, com os meus olhos, ali, para os lados do Redondo, uma herdade que é de um tal senhor R…,  que foi director de campanha de Cavaco, sim, esse mesmo, tinha uma plantação ranhosa de linho, coisa, por aqui, nunca vista, ao que perguntei o que era aquilo, lá me explicaram que era linho, e que tinham vindo chorudos subsídios para tal.

Adiante, eis que volto lá muito mais tarde, e que foi, que vi? Que o linho não tinha sido colhido e as sementes tinham caído à terra e voltou a nascer mais ranhoso que a 1ª vez. Ao que me disseram tinha voltado a receber mais subsídio, sem sequer ter lançado à terra mais sementes.

 Imaginem coisas destas em barda, claro! Só podia enriquecer uns e deixar os mesmos de sempre mais pobres. Isto, passou-se em muitos sectores produtivos, onde, se investiu dinheiro, e depois destruí-se.

Conto-vos outra, também vista no terreno com os meus olhos, essa, aqui mesmo, nos arredores de Estremoz. Tenho o costume de dar passeios no campo na primavera, vou num desses passeios, e vejo uma extensão de terra, onde, antes havia oliveiras centenárias , estava limpo e com nova plantação de azinheiras ou sobreiros não sei bem ou dos dois, as pequenas árvores estavam metidas em mangas de plástico azuis. Pensei, do mal o menos, ao menos, ficamos com montado, mas começo a ver que as mangas estavam quase todas vazias sem planta, abeiro-me delas para ver, pensando eu que as plantas se tinham perdido (secado), não! Não senhor! Nunca tiveram lá plantas, foram colocadas vazias.

Vim a pensar no caso e informei-me, disseram-me que as árvores eram contadas via aérea para obtenção dos dinheiros dados para replantar o montado. Nem mais, lá do alto só contam o azul da manga, e assim se gastou o dinheiro que os que o receberam, gastaram em proveito próprio, sem acrescentar mais valia ao país.

E acabo já aqui, porque é um começar e não acabar e até fico numa inquietação que me põe doente.
Abraço


quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Quadratura do círculo e de Portugal.





NOTA PRÉVIA: cópia de um e-mail que confirma, reconfirma, e reconfirma, e reconfirma o que muitos, e também eu, tenho dito, desde há muitos anos. Em 1990 dirigi-me ao governo de Cavaco da Silva por causa do peso da fiscalidade e o meu baixo vencimento. Era major do Exército, e o seu governo na pessoa do secretário de Estado, de seu nome Oliveira e Costa reconheceu a justeza da minha reclamação, depois foi o que se viu, e, então, eu fazia dos 6% mais bem pagos em sede do IRS, ganhava 150 contos.

Mas, depois do que diz António Costa é de perguntar e, agora, PS, e, agora, José Seguro, e, agora, António Costa, já ninguém poderá dizer que António Costa é um dissidente?"
 
asilva

"Afinal a verdade é uma coisa tão simples !

Tenho uma triste notícia para dar aos comentadores e analistas políticos. Estes "treinadores de bancada" podem todos passar a dedicar-se à agricultura porque António Costa, em menos de 3 minutos, disse tudo, TUDO!

Na "quadratura do círculo".

E aqui está textualmente o que ele disse (transcrito manualmente):

“A situação a que chegámos não foi uma situação do acaso. A União Europeia financiou durante muitos anos Portugal para Portugal deixar de produzir; não foi só nas pescas, não foi só na agricultura, foi também na indústria, por ex. no têxtil.

Nós fomos financiados para desmantelar o têxtil porque a Alemanha queria (a Alemanha e os outros países como a Alemanha) queriam que abríssemos os nossos mercados ao têxtil chinês basicamente, porque ao abrir os mercados ao têxtil chinês eles exportavam os teares que produziam, para os chineses produzirem o têxtil que nós deixávamos de produzir.

 Portanto, esta ideia de que em Portugal houve aqui um conjunto de pessoas que resolveram viver dos subsídios e de não trabalhar, e que viveram acima das suas possibilidades é uma mentira inaceitável.

 Nós orientámos os nossos investimentos públicos e privados em função das opções da União Europeia: em função dos fundos comunitários, em função dos subsídios que foram dados e em função do crédito que foi proporcionado. Consequentemente, houve um comportamento racional dos agentes económicos em
função de uma política induzida pela União Europeia. Portanto não é aceitável agora dizer… podemos todos concluir e acho que devemos concluir que errámos, agora eu não aceito que esse erro seja um erro unilateral dos portugueses.

 Não, esse foi um erro do conjunto da União Europeia e a União Europeia fez essa opção, porque entendeu que era altura de acabar com a sua própria indústria e ser simplesmente uma praça financeira. E é isso que estamos a pagar!

A ideia de que os portugueses são responsáveis pela crise, porque andaram a viver acima das suas possibilidades, é um enorme embuste.

Esta mentira só é ultrapassada por uma outra. A de que não há alternativa à austeridade, apresentada como um castigo justo, face a hábitos de consumo exagerados. Colossais fraudes. Nem os portugueses merecem castigo, nem a austeridade é inevitável.

 Quem viveu muito acima das suas possibilidades nas últimas décadas foi a classe política e os muitos que se alimentaram da enorme manjedoura que é o orçamento do estado. A administração central e local enxameou-se de milhares de "boys", criaram-se institutos inúteis,fundações fraudulentas e empresas municipais fantasma. A este regabofe juntou-se uma epidemia fatal que é a corrupção.

Os exemplos sucederam-se. A Expo 98 transformou uma zona degradada numa nova cidade, gerou mais-valias urbanísticas milionárias, mas no final deu prejuízo.

Foi ainda o Euro 2004, e a compra dos submarinos, com pagamento de luvas e corrupção provada, mas só na Alemanha. E foram as vigarices de Isaltino Morais, que nunca mais é preso. A que se juntam os casos de Duarte Lima, do BPN e do BPP, as parcerias público-privadas 16 e mais um rol interminável de crimes que depauperaram o erário público.

Todos estes negócios e privilégios concedidos a um polvo que, com os seus tentáculos, se alimenta do dinheiro do povo têm responsáveis conhecidos. E têm como consequência os sacrifícios por que hoje passamos.

Enquanto isto, os portugueses têm vivido muito abaixo do nível médio do europeu, não acima das suas possibilidades.

 Não devemos pois, enquanto povo, ter remorsos pelo estado das contas públicas. Devemos antes exigir a eliminação dos privilégios que nos arruínam.

Há que  renegociar as parcerias público--privadas, rever os juros da dívida pública, extinguir organismos... Restaure-se um mínimo de seriedade e poupar-se-ão milhões. Sem penalizar os cidadãos Não é, assim, culpando e castigando o povo pelos erros da sua classe política que se resolve a crise. Resolve-se combatendo as suas causas, o regabofe e a corrupção. Esta sim, é a única alternativa séria à austeridade a que nos querem condenar e ao assalto fiscal que se anuncia."

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

O RELATÓRIO DO GOVERNO/FMI ESQUECE CANCROS DA DESPESA PORTUGUESA, PORQUÊ?





O relatório mantém entre sombras, por exemplo, os casos, como de Faria de Oliveira que ganha mais na CGD do que Christine Lagarde no FMI :


Presidente - remuneração base:                   371.000,00 €
Prémio de gestão:                                             155.184,00 €
Gastos de utilização de telefone:                        1.652,47 €
Renda de viatura:                                                26.555,23 €
Combustível:                                                           2.803,02 €
Subsídio de refeições:                                           2.714,10 €
Subsídio de deslocação diário:                                104,00 €
Despesas de representação: não quantificado (cartão de crédito onde "apenas" são consideradas despesas decorrentes da actividade devidamente documentadas com facturas e comprovativos de movimento)


Christine Lagarde receberá do FMI mais 10% do que Dominique Strauss-Kahn, mas mesmo assim menos do que o presidente da Caixa Geral de Depósitos, entre outros gestores portugueses, pelo que a senhora ainda está mal paga pelo padrão de Portugal……

É preciso que se saiba que:

"... os portugueses comuns (os que têm trabalho) ganham cerca de metade (55%) do que se ganha na zona euro, mas os nossos gestores recebem, em média:

 
·         mais 32% do que os americanos;
·       mais 22,5% do que os franceses;
·       mais 55 % do que os finlandeses;
 ·       mais 56,5% do que os suecos"

  (Manuel António Pina, Jornal de Notícias, 24/10/09)”

Os muitos erros e omissões do relatório, como referem vários analistas, e o facto de só abordar determinadas áreas da despesa do estado como  a saúde, a educação, a segurança social e a defesa,  dá bem a noção da  direcção ideológica do trabalho, conquanto alguns gestores defendam que estes são os sectores dos grandes números, sendo  neles que se obtêm as  grande poupanças no curto espaço. Todavia restar saber é como fica depois o país e que país.

O  caminho deveria ser outro, isto é, reestruturarem-se todas as áreas do estado, incluindo a social, mas nunca só esta, actualmente sujeita, não a um processo de reestruturação, mas de  cortes pura e simplesmente vorazes, como na área social e na da saúde, e mesmo na educação, em que  as turmas não podem ter mais alunos e,  interessaria sempre  saber se não devemos alterar as politicas de natalidade, de modo a inverter o declínio demográfico da população?

 Apontam alguns, como mérito do relatório do Governo/FMI, os dados comparativos, o que, também, numa 1º análise  salientei, todavia se os dados que se comparam estão errados, como muitos analistas referem,  ou estamos perante um acto de incompetência ou de má fé, atitudes, ambas, inaceitáveis, mas a 2ª, a verificar-se é de uma gravidade extrema.

Razão têm os que apontam, para a necessidade de questionar o FMI sobre os erros técnicos deste estudo, e sobre quanto Portugal pagou, para receber um trabalho com erros de elevada desqualificação, pese embora, o grande peso profissional  dos subscritores, o que, ainda torna tudo mais estranho. Terá sido mesmo o governo a dar os dado errados por incompetência ou má fé, para que se fizesse um relatório  enganoso, para iludir os portugueses? Se foi que “gande” Governo temos!

Andrade da silva


BEM VINDA MARIA  FILIPA .

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

O INFERNO DE DANTE ,VI- O, ESTA NOITE.


por João Andrade da Silva, Terça 15 Janeiro 2013

Nesta noite vi, cheirei, convivi com o país das CORPORAÇÕES:


Tropa, juízes, professores, médicos,  estivadores etc., etc,  são  tudo  corporações, tal qual, Salazar nos legou.

 A  herança maldita está  intacta, e quanto mais se sobe na chamada hierarquia social, mais a densidade da corporação se manifesta, se fecha, defende e odeia os outros – Abril derrotado!

E vi, ainda, o país futuro de velhos mortos- vivos, deserdados de tudo: pão, saúde, dignidade e afecto,  se tudo correr, como está a acontecer a única vantagem do velho é morrer mais cedo, por uma menor esperança de vida, ou por suicídio, mais provavelmente,   mas que p_ta de vantagem, nos espera!

 Podemos mudar, porém  a agulha da bússola da vida não vai nesse sentido –ABRIL de novo derrotado.

 Todavia a vida nunca morre, e tudo poderá mudar, mas antes é preciso, com Amor, acordar a Alma do POVO.


A ÚLTIMA SAÍDA: Todavia quando chegarmos à questão das sobrevivências o povo Subleva-se com ou sem partidos, com ou sem capitães,entre eles e no seio do povo nascerão os capitães e pela sobrevivência nenhuma força terá qualquer crença,tudo irá à frente do povo,mas isto ainda leva mais 5-10 ,15 anos,se formos por este caminho que só pode ser seguido e mantido com um CONTRARREVOLUÇÂO PROTOFASCISTA EUROPEIA E NACIONAL.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

UM HINO AOS PORTUGUESES,POR UMA MULHER DA DIÁSPORA, MARÍLIA GONÇALVES.




Os Portugueses atravessaram os Mares antes deles Desconhecidos, e conquistaram Países que não lhes pertenciam, sem medo algum, depois de enfrentar as Fúrias do Oceano, guiando-se pelas estrelas, descobrindo o acidentado das Costas, os escolhos invisíveis,  com olhar inexperiente, foram  de país em país sem lhe conhecer a Língua e os costumes e com a sua ousadia e a sua coragem a tudo se adaptaram.

Povo de Portugal, com muito menos esforço, com muito menos risco, num Rasgo de Coragem e de Amor, pelo País que é teu, que tem a tua voz, que fala como tu, onde te nasceram pais e avós  onde, nasceram e vês crescer os filhos que são teus, por Portugal podes erguer-te para arrancá-lo dos que o roubam, dos que o querem matar!

 De Pé Povo de Portugal!

Porque a Terra que querem roubar é a tua, porque o Povo que querem Assassinar é a tua Família!!!!

DE PÉ QUE MATAM PORTUGAL!

DE PÉ QUE QUEREM MATAR-TE POVO PORTUGUÊS!!


Marília Gonçalves

COMENTÁRIO:

 Simplesmente belo e total. Partilhem!
Abraço
       asilva


Bem vinda Ana Marta.Traga mais cinco. Abraço



Os Miseráveis -




Um filme extraordinário.

 Enchi de lágrimas e ranho um maço de lenços de papel: Pensei na Revolução Francesa, no 5 de Outubro de 1910 e 25 de Abril 1974 Portugueses, traídos, e, agora, guerreados pela ContraRevolução Germânica do fascismo financeiro.

 Todos os que amam a liberdade DEVEM IR VER ESTE FILME com lenços para puderem verter rios de lágrimas.

VIVAM OS POVOS QUE LUTAM!

Partilhem, e, sobretudo vão ver o filme – é obrigatório.
Se não chorarem, que gente estranha sois!?...

andrade da silva

domingo, 13 de janeiro de 2013

Esclarecer e Mobilizar

Esclarecer e mobilizar, que cada um dos que leem a Página do Capitão, João Andrade da Silva, se invistam e contactem pessoa por pessoa, cada amigo ou conhecido, familiar ou vizinho e lhes exponha a situação actual e o perigo que corre cada filho de Portugal, convidando cada pessoa que tenha ficado inteiramente esclarecida a fazer o mesmo junto da sua rede de conhecimentos! Se cada um de nós cumprir com este acto de Cidadania participativa e com a urgência que a situação requer, teremos muito depressa um numero tão alto de aderentes à ideia que a tomada de uma acção concreta será possível. Que todos os que apoiam esta ideia se reúnam aqui em torno do Capitão, para que depois se possa passar a uma segunda fase da Luta contra tanto sofrimento imposto.

A Página do Capitão é aqui:http://www.facebook.com/joao.andradedasilva?ref=ts&fref=ts


Marília Gonçalves

PORQUE É DOMINGO!



Beijos e abraços, segundo os costumes.

joão

sábado, 12 de janeiro de 2013

COISAS I ….



a-     Fim de uma crónica de Luis Cunha:

“Termino     esta  crónica        socorrendo- me   da      adaptação
feliz  de      um     aforismo            do comendador    Marques     de 
Correia        e que            diz     assim:          “Faz  de            Gaspar         um      novo Salazar, faz de Cavaco    um      novo  Tomás           e         canta ó tempo           volta  para trás”.   É          que    só       falta   mesmo        isso.  Que   o        tempo            volte para  trás.  Porque        Salazar e Tomás   já       os temos  por        cá.”

Luís    Manuel        Cunha Professor
In        “Jornal de Barcelos” de 10.10.20"


 Todavia,  não sendo função do cronista, interessaria dizer que   Salazar e  Tomás nasceram do antro podre do fascismo, e Cavaco, e  PPC até parece que nasceram de ovos de dinossauros congelados, o que ,no caso de Cavaco é difícil, porque já anda por cá há décadas, e  a crescer de novo nas sondagens. Perante este circo, então,   quem são os idiotas chapados, pergunto?



b-  A reforma da Presidente da Câmara Municipal de Palmela

O que está mal é a  lei que permite que o tempo de serviço dos políticos conte a dobar,  e muitas outras leis ilegítimas e inconstitucionais existem, muitas referentes a militares:  ser militar não é e um modo universal para ficar doente, ou ser considerada uma actividade de desgaste rápido, como se aplica ISTO, por exemplo,  ao pessoal da administração militar, mas é legitimo diferenciar a actividade de para-quedistas, pessoal  do salvamento, e das intervenções em teatros de   operações de elevada densidade bélica , mas assim não acontece, porque este país é um vómito, está cheio dos que adoram as tetas do OGE.

A autarca do PCP é um ser humano cheio de me_das,  como os demais, que só se revelou no 3º mandado, pudera!  Não pode renovar a candidatura  …logo a discussão  do caso é uma vigarice politica sem se saber quantos antes fizeram o mesmo e de que partidos eram.

 Não há superes mulheres e homens de um modo universal. Este caso, em termos individuais não tem história nenhuma em  defesa da própria, ou dos partidos.  A podridão está na lei: acusadores e  puritanos são simplesmente ridículos: a lei é IMORAL, e deve ser derrogada, não faz nenhum sentido o tempo de serviço dos políticos e de outros contar a dobrar – UMA VERGONHA!


c-     CÃES QUE MATAM SERES HUMANOS

Em 1ºlugar porque razão estes cães, que têm um DNA violento, podem ser adoptados por pessoas sem nenhum condicionalismo?

Mas em qualquer caso os donos destes cães têm de ser acusados e responsabilizados pelos actos dos seus cães.

O cão que agride não deve ser morto, mas a morte de um  bebé, ou pessoa  são perdas infinitamente maiores, logo, alguém tem de responder por estas agressões e, pior, mortes.


andrade da silva

http://www.facebook.com/joao.andradedasilva

PS: Bem vindo a quem se juntou de novo, para irmos pensando.



ESTA PÁGINA É PERDEDORA, PORQUE É ÉTICA E INDEPENDENTE

Mural no Facebook do Capitão de Abril Andrade da Silva
Hoje o Tema Apresentado Era:

ESTA PÁGINA É PERDEDORA, PORQUE É ÉTICA E INDEPENDENTE.






sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Relatório FMI sobre reforma do Estado em Portugal




Relatório FMI

O relatório  é um ÉDIPO IMPERIALISTA, escrito em inglês, À LEOPOLDO II DA BÉLGICA, PARA ABATER PORTUGAL E PORTUGUESES.

 Mas o relatório numa coisa está certo TEMOS Tipos de policias a mais. Devíamos só ter uma polícia civil-A PSP com todas as valências.

O relatório é muito complexo - É UMA AMEAÇA MUITO SÉRIA AOS PENSIONISTAS; E A TODO O FUNCIONALISMO DO Estado e a questão está mesmo no tipo de opção para o corte dos 4 mil milhões de euros.

 Seria  importante não ignorar a concordância de princípio de figuras, como António Barreto e do Governo que acham que o que está errado é a CONSTITUIÇÃO.

 O FMI Não brinca às escondidas ou jogos de cabra cega, eles fuzilam Nações..

À atenção de TODOS:  ELES QUEREM O CONCURSO DO PS para ASSASSINAREM O POVO PORTUGUÊS, TEMOS TODOS DE EVITAR QUE O PS DÊ ESSE PASSO. Sem o PS  a situação será decidida entre  DITADURA de DIREITA ou uma convulsão social tremenda com final imprevisível

andrade da silva



Relatório FMI sobre reforma do Estado em Portugal

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013




                                                                        (completa)